Life and Style

Life And Style - Luxury Marketing & Consulting
Cadastro denewsletter
As matériasmais lidas
@marcelolifeandstyle

09

08

Exposição Design & Utopia dos Jogos Olímpicos no CRAB

Categorias: Design

Exposição Design & Utopia dos Jogos apresenta projetos gráficos que marcaram a história do maior evento esportivo do mundo

DesignUtopia4

Mais de 250 peças, entre elas reproduções gráficas de pôsteres, medalhas, selos, fotografias, mascotes, souvenires e pictogramas criados especialmente para os Jogos Olímpicos estarão expostos entre 09 de agosto e 08 de outubro no Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), no Rio de Janeiro.

DesignUtopia3

Tóquio 64, México 68, Munique 72, Los Angeles 84 e Barcelona 92 são as cinco edições dos Jogos retratadas por meio de projetos gráficos que se tornaram ícones do design internacional

Ao receber uma edição dos Jogos Olímpicos, a cidade sede opta por se colocar diante dos holofotes do mundo: a estimativa é de que mais de 3 bilhões de pessoas acompanhem globalmente o megaevento esportivo.

Como apresentar-se ao mundo? Mostrar atributos, reforçar e evidenciar identidades? Como se comunicar com os quatro cantos do planeta sem perder as referências locais, aquilo que cada lugar tem de único e exclusivo? E mais: como o design pode refletir o momento histórico e cultural por meio de traços, cores e signos?

DeisinUtopia

Desafio que os designers aceitaram ao criar a identidade visual dos Jogos, fazendo com que cada cidade imprimisse sua marca e se firmasse no imaginário de bilhões de pessoas de diferentes culturas, idiomas, histórias e interesses.

A exposição Design & Utopia dos Jogos, uma realização do estúdio M’Baraká em parceria com o CRAB, aborda a forma como cinco cidades interpretaram esta missão:  Tóquio 64, México 68, Munique 72, Los Angeles 84 e Barcelona 92 – cada uma delas, à sua maneira, marcou a comunicação dos jogos, deixando um legado para a história do design.

Com uma coleção de imagens clássicas e únicas, verdadeiras referências afetivas que remetem aos países e cidades sede dos Jogos no século 20, a exposição destaca momentos históricos, desafios e ápices das cinco edições escolhidas.

As peças são reproduções do acervo do designer suíço Markus Osterwalder, um dos maiores colecionadores de objetos olímpicos do mundo, dono de mais 12 mil peças relacionadas aos Jogos.

Em cada sala, instalações convidam o público a brincar, sentir, criar e interagir com objetos que remetem ao processo de criação de cada designer. E, permeado por pranchetas de desenho e diferentes ferramentas gráficas, um ambiente inspirado nos escritórios de design estará aberto ao público, que poderá apreciar projetos e rabiscar a sua própria ideia, numa experiência mais intimista e criativa.

DesignUtopia1

“Sempre quisemos realizar uma exposição sobre design e procuramos apresentá-lo como parte da cultura, sem deixar de lado a relação que estabelece com a história e sociedade de cada época. E reimaginar o processo criativo de cada diretor, além de contar com o apoio do Markus para criar e pensar toda a exposição, foi um exercício fantástico”.

Diogo Rezende sócio fundador do estúdio M’Baraká. 

Um dos destaques da exposição é a acessibilidade, atendendo a cadeirantes e deficientes visuais e auditivos. Com o apoio do consulado Americano e em parceria com a Sapoti Projetos, estão sendo criados áudio guias e objetos que se relacionam a curadoria e permitem uma experiência estética para além do texto e imagem, estimulando outros sentidos.

A exposição terá como local o Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro – CRAB, um espaço voltado para o reposicionamento e a qualificação do artesanato brasileiro, recém-inaugurado na Praça Tiradentes, no Centro do Rio de Janeiro e composto de três prédios históricos que foram recuperados.

Inovador e contemporâneo, dotado de estrutura moderna e sofisticada, o CRAB é também espaço de conexão e de diálogo com outros segmentos da economia criativa como o design, a música, o audiovisual e a cultura popular.

Um lugar para conhecer, se emocionar e consumir.

A exposição Design & Utopia dos Jogos é uma realização do estúdio M’Baraká, em parceria com o Sebrae Rio, com o apoio da Biblioteca Parque Estadual, do Consulado Americano e do Celebra programa Cultural Rio 2016. A curadoria ficou a cargo do coletivo formado por Diogo Rezende, Isabel Seixas, Pedro Leobons e Letícia Stallone, do estúdio M’Baraká

Sobre as edições retratadas na exposição Design & Utopia dos Jogos

Tóquio 64

O Japão foi designado para sediar os jogos de 1940, mas foi forçado a desistir da posição de sede por conta do estopim da Segunda Guerra Mundial. Por isso muita antecipação e novidade envolveu a XVIII edição dos Jogos Olímpicos realizados em Tóquio, cujo projeto gráfico mostrou um Japão moderno e revitalizado para o mundo ocidental.

buscando retratar a surpreendente recuperação japonesa menos de 20 anos depois da derrota na Guerra.

Além de receber o evento pela primeira vez em terras orientais, Tóquio foi a primeira cidade sede a ter os jogos televisionados internacionalmente. A identidade visual dos Jogos, criada por Yusaku Kamekura, retratou magistralmente toda a elegância, minimalismo e equilíbrio ligados à cultura japonesa com uma logomarca simples e expressiva.

México 68

DesignUtopia2

Marcado por intensos acontecimentos políticos e sociais, o ano de 1968 influenciou o mundo de forma decisiva e o México não fugiu deste contexto. O logotipo dos Jogos Olímpicos teve grande popularidade entre os mexicanos e o movimento estudantil que fervilhava à época utilizou a marca para desenhar diversos cartazes e símbolos de protesto.

O design do logotipo do México 68 apresenta um país moderno e fora de estereótipos, mas incorporando da cultura ancestral mexicana. Lance Wyman, jovem design vencedor do concurso, misturou uma clara referência da OP Arte aos grafismos dos povos originários da América Central, influenciando a formação do design no País a partir de então.

Munique 72

A principal estratégia da cidade foi mostrar uma Alemanha diferente daquela que sediou os Jogos em Berlim, sob o comando de Hitler, em 1936. Embora o evento tenha sido marcado por um atentado terrorista, a alegria das cores da Bavária e a precisão técnica e minuciosa do projeto desenvolvido pelo designer gráfico alemão Otto Aicher deixaram um importante legado para o design gráfico olímpico.

Autor de projetos mundialmente conhecidos, como o logotipo da companhia aérea Lufthansa, Otto e sua equipe criaram um sistema de pictogramas para os esportes que foi replicado em outras edições e virou referência internacional.

Los Angeles 84

Los Angeles recebeu os Jogos em duas ocasiões: 1932 e 1984. Nesta última, a cidade não teve concorrentes, foi candidata única em uma campanha completamente diferente da primeira edição. Com soluções de baixo custo e alto impacto, a designer Deborah Sussman quebrou regras e apresentou um projeto multicolorido e lúdico, inspirado na diversidade de cores dos países da Costa do Pacífico, fugindo dos estigmas nacionalistas.

Embora não tenha sido a autora da logomarca (criada por Robert M. Runyan), Sussman criou todos os ambientes dos Jogos e imprimiu sua identidade ao projeto. O design dos Jogos de 1984 retrata muito bem a época e a cidade, com sua excentricidade, informalidade e irreverência.

Barcelona 92

Famosa pelas grandes reformas urbanas que culminaram numa verdadeira transformação da cidade, Barcelona acolheu uma das edições mais populares dos Jogos. A hospitalidade mediterrânea deu um calor extra aos jogos, mas estratégias de marketing foram fundamentais para tornar os Jogos de Barcelona memoráveis. O simpático mascote Cobi, criado pelo renomado designer espanhol Javier Mariscal, foi recordista de vendas e a edição foi a primeira a ganhar um jogo oficial de videogame.

O designer Joseph Trias associou a identidade dos Jogos de Barcelona a grandes artistas da Catalunha: Picasso, Miró, Dali e Gaudi, evidenciando uma linguagem mais quente e humana, mais artística, criativa e pessoal. Inspirado num traço criado à mão, a logo de Trias faz clara alusão aos esportes e os movimentos dos atletas saltando, correndo, livres, em movimento.

 DesignUtopiaServiço

Serviço

Exposição Design & Utopia dos Jogos – Coleção Markus Osterwalder

Data: 09 de agosto e 08 de outubro de 2016

Local: Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB)

Endereço: Praça Tiradentes, Rio de Janeiro

Dias e horário de funcionamento: De terça a sábado, das 10 às 17 horas

Entrada gratuita

Livre para todos os públicos

Postado por: Marcelo Novaes

11

07

Estratégias para Marcas de Luxo – Joias Masculinas

Categorias: Design

Lançar uma marca requer mais trabalho e dedicação do que simplesmente uma oportunidade de lucro. Em especial quando LUXO quer dizer comprometimento com acabamento, qualidade e despertar desejo… Com base no case do lançamento da marca de joias masculinas Marcelo Novaes, conheça estratégias que podem ajudar nesse caminho.

PESQUISA DE MERCADO – O COMPORTAMENTO MASCULINO

The Sarlotialist

Uma cuidadosa pesquisa de mercado é fundamental para definir a oportunidade de uma nova marca. No caso de uma marca voltada para atender desejos do público masculino, foi importante perceber que se por um lado existe um mercado cada vez mais carente de auto expressão e identidade, as pesquisas mostram que poucos designers dedicam-se a criar joias exclusivas para o homem. O mais comum são marcas de joias femininas, que por força de demandas insistentes, produzem modelos masculinos pontuais, sem muita consistência criativa. Mesmo oportuno, esse formato não oferece um design estruturado em forma de coleções aprofundadas nas demandas masculinas.
O apurado senso crítico, questões técnicas como durabilidade, acabamento, conforto, são atributos de valor para os quais o comportamento masculino exige atenção redobrada por parte do designer. Por essa razão, muitos designers preferem dedicar sua força criativa ao design de joias femininas, mais fáceis ao impulso criativo. Ao longo da pesquisa, codifiquei o desejo por elegância, simplicidade muito mais além do que a pesquisa através dos gêneros – masculino, feminino, gay…  importante mesmo tem sido captar a essência por trás do chamado bom gosto para o homem. Nesse sentido, o livro CLOSER do blogueiro do site The Sartorialist, Scott Schuman registra o melhor do street style pelo mundo, tem sido uma das fontes de inspiração para compor o portfolio de estilo.

O CONCEITO DE MARCA 360 GRAUS

LINHA FACES

A experiência de 25 anos a frente de uma das grandes empresas brasileiras em alta joalheria serve de apoio importante para detalhar conceitos importantes ao olhar masculino. O acabamento – peças são forradas, bem acabadas, confortáveis ao uso; a tradição – unir a cor refinada da prata 950 à tradicional nobreza do diamante negro;  o storytelling – cada uma das 12 linhas da coleção contam histórias de narrativas de estilo e criam um portfloio de estilo que atende desde o homem mais simples, que nunca usaram joias,  até linhas mais arrojadas ideais para homens arrojados e formadores de opinião.

ALTA QUALIDADE E REDE DE FORNECEDORES

LINHA FACES 3D

Tão importante quanto um conceito consistente, abrangente, é a rede de fornecedores conceituada que consiga atender a exigiência técnica de matéria prima e acabamento de alta qualidade.  Desde o desenho técnico à mão, passando pela criação do design gráfico criado em computador  e impressoras 3d, até o acabamento artesanal de cada joia, a escolha de profissionais de primeira é a maneira para alinhar manualidade e tecnologia.

ESTRATÉGIAS DE COMUNICAÇÃO

thumb_IMG_0957_1024

Neste processo, estratégias de marketing e comunicação devem ter o mesmo rigor e planejamento. Desde a qualidade e definição de imagens usadas para propaganda das peças, até a elegância e funcionalidade do layout para o site da marca, tudo deve comunicar o conceito arrojado por trás do logo e do posicionamento gráfico. A fotografia das peças foi primorosamente executada por Manuel Simões, fotógrafo especializado em imagens macro em high definition. O site foi desenvolvido pela HLVC Design, onde o designer Helvécio da Silva superou expectativas. A comunicação de marca ainda teve embalagens desenvolvidas pela artista plástica Mônica Carvalho, uma das referências quando a conversa é a produção de peças artesanais com alto acabamento.

CANAIS DE VENDAS – ONLINE/ OFFLINE

Instagram

Numa época em que canais de vendas dividem-se entre o físico e o online, no caso de produtos de luxo, escolher os canais de venda é um desafio a parte. De um lado o consumidor precisa ter o acesso rápido aos canais de mídias sociais. Por outro, o luxo de tocar, sentir e ter o contato direto com as peças e o designer ganha cada dia mais espaço como estratégia competitiva contemporânea. Ter o designer apresentando suas criações é voltar nas origens do marketing onde o designer encanta e inspira desejo. Por isso, a marca de joias masculinas Marcelo Novaes está nas redes sociais como facebook, instagram e whatsapp… mas também poderá ser descoberta em eventos físicos com parceiros escolhidos a dedo.

EVENTOS E PARCERIAS

Yara Marcelo Narcisa

“Me digas com quem andas que te direi quem és”?? Pois com marcas, esse velho ditado é também é fundamental para a escolha de parcerias e alianças … Recentemente a marca Marcelo Novaes teve seu lançamento oficial numa festa para amigos, formadores de opinião e imprensa especializada no atelier da amiga parceira,  joalheira e artista Yara Figueiredo em ipanema no Rio de Janeiro. Com um evento cercado de visibilidade, feed back positivo e vendas, a coleção Marcelo Novaes ficará exposta no Atelier Yara Figueiredo até o mês de setembro. Agende a sua visita e venha descobrir as possibilidades para o estilo masculino com as joias Marcelo Novaes.

Joias Masculinas Marcelo Novaes @Atelier Yara Figueiredo

Rua Visconde de Pirajá, 414 / sl. 225

telefone:  21 2294.9983

www.marcelonovaes.net

instagram – @joiasmarcelonovaes

facebook – joiasmarcelonovaes

Postado por: Marcelo Novaes

22

06

BLACK STAR – joias masculinas Marcelo Novaes

Categorias: Design

                        COMPORTAMENTO  E  O HOMEM  GLOBAL

Style

Desde que os efeitos da globalização e da internet assolaram o mundo nos anos 90, perfis de comportamento nunca foram os mesmos… tornou-se comum ouvir falar de “tribos” em busca de auto-expressão e identidade.

Nessa viagem no tempo, o valor de atribuições de sexo, cor, idade, raça foram lentamente sendo substituídas por preferências e escolhas. Independente da distinção entre gêneros, homens e mulheres a revalidar o sentido da auto expressão. Mais importante que perpetuar convenções, importante é assumir opções, eleger escolhas que revelam personalidade.

A medida que o esporte, a street art,  o comportamento de guetos começam a influenciar a moda a partir dos anos 2000, assistimos o comportamento masculino assumir interesses mais distantes do clássico convencional. De repente, a estética masculina começa a ser mais livre,  mais arrojada. O design começa a agregar valor a manifestações estéticas masculinas – as cores vibrantes dos tênis, a formas mais justas de calças e camisas, o corte de cabelo mais arrojado…  de uma hora para outra a indústria cosmética para homens registra um dos mais altos crescimentos de vendas nas áreas de perfumaria e cremes de beleza voltada para o público masculino.

Nesse aspecto é importante frisar um outro fator decisivo no século XXI: comportamentos de capricho, de vontade de se cuidar, e a atenção com a própria aparência aos poucos deixa de ser associado ao universo gay e toma conta do comportamento homem com um ser mais plural. Jogadores de futebol, ídolo do tênis, machões do cinema começam a revelar – e inspirar – o interesse do homem por detalhes de estilo.

Ao mesmo tempo que trabalhar moda masculina exigem percepção e refinamento apurados, a cada dia vemos homens mais livres de mães e esposas fazerem escolhas de estilo. Numa época em que a liberdade torna-se um símbolo de valor, informação na área do estilo masculino afeta a posição social, a ascensão profissional e o poder de sedução. Hoje é OK um jovem homem entender tanto de moda, de tendências de corte de cabelo, de produtos para o asseio da barba, quanto conhecer os jogadores do seu time de futebol…

                             JOIAS MASCULINAS MARCELO NOVAES

 site

Com mais de 25 anos na área de joalheria e pesquisa no consumo de luxo, acompanho o crescimento do fenômeno de homens cuja  expressão individual reflete-se em objetos de desejo como acessórios, joias, óculos, sapatos…

Com experiência no atendimento em alta joalheria, era frequente ouvir homens reclamarem da pouca variedade de produtos disponíveis para o público masculino. Outra observação frequente era o fato de joalheiras acreditarem que joia para homem resumia-se a relógios… mas tudo isso é compreensível quanto percebe-se que não é fácil fazer moda para homem, nem inovar , nem atender um público com exigências de fidelização e critérios de qualidade tão altos quanto o masculino.

Unindo experiência em alta joalheria ao desafio de atender e educar um emergente e exigente mercado, há 6 meses desenvolvo a minha primeira coleção de joias, dedicada exclusivamente  ao público masculino. Independentemente de orientações sexuais, as joias masculinas Marcelo Novaes têm a missão de alinhar a tecnica e o acabamento de alta joalheira com a ergonomia de formas, cores, lapidações que refletem o comportamento do novo homem por objetos de desejo. Minha missão é propor soluções para um homem mais livre em busca de autoconhecimento e de escolhas individuais, que refletem o HOMEM GLOBAL.

Black Star

LINHA BLACK STAR

A coleção Black Star reúne  o brilho maciez da prata 950, a força do diamante negro, o mistério do rodium negro, o acabamento artesanal feito a mão. Todas as joias estampam o símbolo do ASTERISCO que assim como num texto indica aquilo que é mais importante, a joia Marcelo Novaes não rouba a cena do usuário, mas complementa e revela o estilo individual que o homem já tem dentro de si.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Na linha BLACK STAR, a espiral lembra que nunca passamos no mesmo ponto duas vezes… o tempo passa e nos renovamos a cada minuto. Diamantes em cada extremidade lembram a magia do início, do meio e do final do trajeto da vida, que deve ser vivida em toda sua plenitude. Os anéis tem acabamentos negro ou abrasivo.

LINHA FACES

Faces

Uma referência explícita a máscaras primitivas, a linha FACES revela e esconde rostos e segredos. O acabamento desconstruído da prata revela a nobreza de diamantes negros escondidos pelo relevo amassado do metal. O conceito do valor por trás da textura.

LINHA SILVER STAR

SILVER STAR

Pendentes brincam com o símbolo do asterisco como assinatura da marca e sugere o brilho reluzente da prata 950. Uma pedra de quartzo negro é propositadamente cravado com a base para cima, revelando que em peças de extrema qualidade, o verso deve ser tão bem executado quanto a frente.

LINHA DECÔ

DECÔ

O valor do minimalismo no estilo decô que nunca sai de moda estampa com versatilidade a pulseira que pode ser usada em várias ocasiões. Fácil de serem combinadas com outras pulseiras, o diamante negro ligeiramente deslocado e um fecho de ímã em prata 950 garantem o conforto, a técnica, a simplicidade e a atenção ao detalhe.

LINHA ETHNIQUE

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A estampa étnica representada de civilizações primitivas milenares revela o interesse atemporal do design geométrico. Anéis com forros confortáveis e a assinatura do diamante negro.

LINHA TOP CLASSICS

TOP CLASSICS

Uma referência ao clássico anel de brasões de família vem com uma releitura contemporânea. A presença de 28 diamantes negros de quase meio quilate. A base extra polida e grafite do anel refletem a elegância e versatilidade da prata.

VENDAS

As joias Marcelo Novaes estarão a venda no Atelier Yara Figueiredo em Ipanema no Rio de Janeiro  a partir do dia 29 de junho de 2016.

Vendas também poderão ser efetuadas via instagram, facebook, ou email.

————————————-

ATELIER YARA FIGUEIREDO

Rua Visconde de Pirajá, 404/ sl. 225

Quartier Ipanema

tel.: 21 2294 9983

————————————–

www.marcelonovaes.net

 

FACEBOOK – /joiasmarcelonovaes

INSTARAM – @joiasmarcelonovaes

EMAIL – contato@marcelonovaes.net

 

 

 

Postado por: Marcelo Novaes